Passeios em Maceió!

Boa tardee!

Continuando o post anterior, hoje falaremos mais de Maceió para os queridos Ramila e Franklin!

Bom, como sempre, conto minha experiência e falo sobre os lugares que conhecemos, se acho válido ou não.

Sendo assim, começo dizendo que quando fomos a Maceió, ficamos na Praia de Pajuçara. (Achei ótima a localização do hotel e na própria praia tem os passeios para as piscinas naturais de lá).

Além disso, Pajuçara fica “no canto”, no meio fica a Praia de Ponta Verde e depois Jatiúca. Dá para caminhar pelas três praias, basta ter disposição!

Temos um casal de amigos que morou em Maceió e antes de irmos, nos deram algumas dicas que repasso a vocês:

Se forem às piscinas naturais de Maragogi, as da Pajuçara perdem um pouco a graça. Mas, segundo eles, é um passeio legal e pode ser feito em qualquer hora do dia dependendo da maré baixa. (Nós não fizemos pq passamos dois dias em Maragogi). O passeio é negociado diretamente com os jangadeiros na orla da Pajuçara e normalmente são 25,00 reais por pessoa com o aluguel de máscara já incluso.

 

(Essa é a vista do hotel que ficamos e ao fundo, podemos ver o passeio às piscinas de lá).

 

Ainda em Pajuçara tem a Feirinha de Artesanato que é interessante para quem gosta de “lembranças locais”!

 

Também é possível alugar bicicletas para passeio pela Orla!

 

 

Maceió tem muitas opções de passeios, seja pela cidade, pelas proximidades até os locais mais distantes!

Nós fizemos um que é o mais distante de todos: Cânions de São Francisco!

 

 

O Passeio começa conhecendo a hidrelétrica de Xingó que fica na divisa de Alagoas com Sergipe. Segue para a pequena cidade de Piranhas/AL, onde é possível caminhar um pouco pela cidadezinha, conhecer um museu que conta um pouco a história do Sertão, incluindo a famosa morte de Lampião e Maria Bonita. Depois segue para o restaurante do Castanho, de onde saem os barcos para os Cânions (mais ou menos 40 minutos de barco, tipo catamarã. Servem petiscos e bebidas que não estão inclusos no passeio). O barco faz um lindo passeio pelo Rio São Francisco (O velho Chico). Até chegar a um local onde é possível tomar banho e fazer um passeio de canoa por 10,00, passando bem pertinho dos cânions. Depois o barco volta para o restaurante onde é servido um buffet com variadas opções. O almoço é incluso no passeio e pode repetir quantas vezes quiser. A bebida não está inclusa. É um passeio que vale a pena fazer, mas é bem cansativo, pois são mais ou menos 4h de viagem de Maceió até lá. Por isso, sai de Maceió bem cedinho, ás 04h30min com retorno lá pelas 19h30min. É cansativo ir e voltar no mesmo dia, mas vale a pena para quem tem poucos dias e quer aproveitar mais passeios. Se ficar acordado durante a viagem poderá conhecer o Sertão Nordestino, pois a viagem segue sertão adentro. Normalmente esse passeio é feito aos sábados e as quartas.

 

Na baixa temporada o passeio saia por 180,00 reais por pessoa.

80,00 (Transp.) / 70,00 (Barco) / 30,00 (Almoço liberado, bebida não inclusa)

 

 

Outro passeio legal é das Dunas de Marapé:

 

Saem de Maceió umas 08h30min e leva aproximadamente uns 40 minutos para chegar até o local. É um encontro do mar com rio, muito lindo. Um barco (já incluso no valor) é usado para fazer uma pequena travessia pelo rio que leva até um clube. No clube existe uma passagem para a praia. Chegando lá são oferecidos três tipos de passeios a dica é escolher logo qual prefere fazer, pois esgotam rápido. Parece que a CVC possui exclusividade nesse clube em Dunas de Marapé, então as empresas aqui de Maceió só podem fazer esse passeio às segundas e sextas. Como todas as empresas acabam fazendo o passeio nos mesmos dias, fica uma concentração de turistas e todos querendo fazer os mesmos passeios. Sei que tem um que vai de canoa pelo rio, com opção de encher o corpo de lama (dizem que é bom para a pele… Rsrs) e também ver cavalos marinhos de perto. Nós fizemos o do Pau de arara. Ele nos leva até uma praia Caminhando pela praia é possível admirar as falésias existentes por lá. Também tem uma parada em uma propriedade particular que possui um lago e lá são vendidas algumas iguarias locais, como a cachaça e cocadas de diversos sabores. Na volta dos passeios é servido o almoço no clube com buffet liberado e muito camarão. Assim como os valores dos passeios a bebida também não está inclusa no valor. Depois pode ficar aproveitando a praia, não aconteceu com a gente, pois estava chovendo, por isso aproveitamos bastante o buffet… Rs.

Umas 15h o ônibus retorna para Maceió.

 

Esse passeio era 70,00 reais por pessoa incluindo (transporte + almoço + barco). Não sei como estão os valores atuais.

 

Também tem o passeio “Foz do Rio São Francisco”, mas não fizemos!

E o Pontal do Coruripe, que não era muito divulgado, sendo assim, não era tão atrativo.

 

Um dos passeios mais famosos é o das Nove Ilhas, que passa pelas Ilhas: do Almirante, Bora-Bora, Um coqueiro só, Cabras, Andorinhas, do Fogo, Santa Martha, Santa Rita e Carlito. Esse passeio era feito diariamente com um valor super acessivel.

 

Outro passeio legal é pelas praias: Francês, São Miguel e Gunga. Sei que saia por volta das 09 da manhã e volta umas 15hs, mas como estávamos com carro alugado, fizemos por conta própria e com nossa “guia particular”(nossa amiga)!

Na praia do Gunga tem opções de passeios de quadriciclo ou de bugre também (Era em média uns R$ 40 reais) que vão até as falésias!

E também tem a opção de ir de Barco de Barra de São Miguel até o gunga.(Em média R$ 20 reais).

 

Tudo que falei anteriormente foi do Litoral Sul, mas tem também a parte do litoral Norte (que passamos quando fomos de Maragogi para Maceió, pois como falei, ficamos em Maragogi antes de ir para Maceió).

Ai passamos na Praia da Sereia (Que na estrada é possível vê-la), mas não tem nada demais além da escultura enorme da Sereia.

 

Tem também a Praia de Paripueira, mas não fomos.

 

Angra de Ipioca/ Hibiscus é outro local bem visitado. É tipo o Bora Bora da praia dos Carneiros, que você passa o dia la. (Day use).

 

Tem também a Praia de Tabuba e Capitão Nicolas. (Não chegamos a ir).

 

Já São Miguel dos Milagres vale muito a pena porque é lindo demais e super tranquilo! Não sei os valores de passeio de Maceió para lá porque fizemos de carro.

 

Conhecemos a praia do Carro Quebrado por conta própria também, então não sei direito sobre os passeios. (Essa não acho tão válida, mas é bonita!)

 

Além de todas essas, temos Maragogi e Praia dos Carneiros, que já disse no post de ontem.

 

 

 

Em relação aos Restaurantes de Maceió são bem variados e os preços também.

 

Para quem gosta de Tapioca, A Maria Bonita é uma boa pedida. (Fica mais para o lado de Jatiúca). Nossa amiga indicou e adoramos!

 

Ela nos indicou Restaurante Carlito também, que tem um bom atendimento e bom preço, mas nós não fomos.

 

O Imperador dos Camarões (na praia de Pajuçara) é um sucesso! Sempre cheio e gostoso (embora eu não possa mais comer camarão). O Chiclete de camarão”é bem famoso – Camarão com queijo!

 

Para quem quer Hamburguer, o Hamburguer do Careca pode ser boa pedida! Tem até de picanha!

 

O Restaurante Bodega do Sertão também foi muito bem recomendado por eles e tem opção de rodízio e buffet e o Prato típico, claro: Macaixeira com carne de sol (Nosso famoso aipim com Carne seca) + torresmo.

 

 

Termino por aqui! Espero que tenha contribuído para este momento lindo que é a lua de mel!!

Beijoo e aproveitem muito!!

 

Anúncios

Praia dos Carneiros e Maragogi!

Boa tardee!!

No último post que fiz aqui, fiquei de passar o restante do Roteiro que fizemos. E hoje, mesmo um tempo depois, vim para dar continuidade porque nossos queridos noivos Ramila e Franklin foram para Lua de Mel em Maceió, mas farão o roteiro “inverso” do que fizemos, indo até Recife.

Como disse anteriormente, nós fomos do Rio para Recife e descemos até Maceió, passando por Olinda, indo para Porto de Galinhas, Tamandaré (Praia dos Carneiros), depois Maragogi, Porto de Pedras, Praia do Patacho, São Miguel dos Milagres, Praia do Carro Quebrado, Praia da Sereia, Maceió e estendemos até Os Canions de Xingó na divisa com Sergipe!

Foi uma viagem maravilhosa, mas aqui venho dizer sobre dois passeios interessantes tanto para quem fica em Pernambuco, quanto em Alagoas!

Descendo de Porto de Galinhas para Maragogi, dá uma média de 85 a 100km (mais ou menos uma hora e meia de viagem). Já para quem vai de Maceió para Maragogi, fica a uns 140Km. (umas 2hs de viagem).

O passeio à Praia dos Carneiros, fica entre Porto de Galinhas e Maragogi. E, na minha opinião, é mais interessante porque além da Praia ser muito linda, temos experiências diferentes do mergulho. Ainda hospedados em Porto de Galinhas, fizemos este passeio (fica em média a 45Km de Porto e a uns 55Km de Maragogi, então é quase “no meio” mesmo).

Os quiosques da Praia dos Carneiros são todos “equipados”. Nós optamos em ir ao Bora Bora e amamos!

A estrutura é ótima para passar o dia, a comida e gostosa e o atendimento é maravilhoso!

O passeio de Catamarã sai em frente ao Restaurante Bora Bora e passa pela Igreja de São Beneditino (A famosa “Igrejinha dos Carneiros”), encontro do Rio com o mar, piscinas naturais, banho de argila medicinal e um banco de areia que se forma na maré baixa.

Estas são as paradas e achamos bem interessante!

Para ir a Maragogi também tem que ficar de olho na Tábua das marés, porque dependendo da maré não se vê nada e não é tão legal! Dependendo da maré a água fica turva e o ideal é vê-la cristalina porque este é o principal atrativo de lá!

Nós ficamos em Porto de Galinhas (como disse no outro post – dá uns 60Km de Recife) e depois ficamos em Maragogi por dois dias. Gostamos bastante, mas se não fosse a ótima estrutura do hotel, (com praia particular, etc) com certeza teria sido entediante, porque Maragogi é “famoso”, mas não tem nada demais! Se resume numa rua de praia com uma feirinha pequena de artesanato, alguns restaurantes na orla e um outro no alto (chamado Alto do Cruzeiro) onde tem uma vista bem legal. Fora isso, o mais bonito é o passeio às Galés. E só! Rs. Porque tem passeio de Bugue, mas só passa pelas praias.

Sendo assim, um dia em Maragogi fizemos o passeio às Galés pela manhã, depois almoçamos no Alto do Cruzeiro, aproveitamos o Hotel e no dia seguinte fizemos passeio pelo lado de Porto de Pedra, Praia do Patacho e esse outro lado.

É tudo muito bonito e as paisagens são diferentes!

 

 

Porto de Galinhas

Quando planejamos de ir a “Porto de Galinhas” eu só me perguntava o porquê deste nome. Entendi que na época da abolição da escravatura, continuavam escravizando clandestinamente e os escravos chegavam escondidos em engradados de Galinhas D’angola…Assim, quando os escravos chegavam, diziam que tinha “Galinha no Porto” e Ipojuca (nome real) ficou desde essa época conhecida como “Porto de Galinhas”!

Não achei a história legal, mas o lugar é SENSACIONAL!

Continuando o post de ontem, que falava sobre Recife e Olinda, hoje falarei deste destino que fica em média a 60km de Recife, por volta de 1h de carro.

Por ser um lugar turístico, a rede hoteleira é bem grande e tem desde pousadas simples a Resorts super conceituados!

A Vila de Porto que é o “centro”, tem muitos restaurantes e lojas, além das GALINHAS por todo lado!

imageQuem visita a cidade, na minha opinião não pode deixar de fazer o tradicional passeio de Jangada nas piscinas naturais e passeio de Bugue.

As piscinas naturais da Praia da Vila, ficam pertinho do Porto (cerca de 5 min) e lá encontram-se os famosos peixinhos, que ficam felizes em receber comida..haha

E por isso, saem nas fotos de todos!

DSC00443

Também é possível, vermos o “Mapa do Brasil” natural, que fica mais nítido quando a maré está baixa, mas de qualquer jeito, pode ser percebido:

DSC00554

O passeio de Bugue passa por várias praias: Começamos pela Praia de Maracaípe, que é onde tem mais ondas, por isso tem prática de surf e este cantinho cheio de coqueiros:

DSCN0112

De lá, não me lembro ao certo o caminho que fizemos, mas passamos por várias outras praias..

DSCN0176

A Praia de Muro Alto foi minha grande paixão:

DSCN0211

é uma praia super tranquila, parece “lagoa” e tem caiaques para quem quiser se exercitar..

DSCN0219

O Projeto Hippocampus, tem um local em Porto e tem o “natural”, que é um passeio de Jangada indo até o habitat natural dos Cavalos Marinhos;

DSCN0140

Os rapazes estão acostumados e captam na hora para que possamos ver. Pela jangada também paramos em uma praia muito gostosa e tranquila..

DSCN0158

O passeio passa também pela Praia do Cupe, onde paramos no “Pontal do Cupe”, um local super agradável com comida gostosa e música ao vivo.

Aí vem alguns meninos que fazem estas flores para vender:

DSCN0237

e termina na praia da Vila que falei anteriormente!

DSCN0269

À noite optamos pelos restaurantes, pois além disso não há muito o que se fazer no centro. Na minha opinião, o melhor restaurante é o Barcaxeira! (Fica próximo ao local onde saem as jangadas para as piscinas naturais. Fomos 2 dias lá e achamos tudo gostoso.. Sucos, escondidinhos,etc!)

Nos Resorts existem mais opções de “atrações”, mas aqui dou uma “visão geral” do local, então não entrarei neste assunto!

Para compras, é bom sempre pesquisar porque tem bastante opção, mas as mercadorias acabam sendo iguais, só que com preços diferentes. Então, é sempre bom pesquisar antes de comprar qualquer coisa!

Além dos passeios que falei, tem a Praia dos Carneiros que fica em Tamandaré  (uma média de 50min de Porto de Galinhas), a Praia do Patacho, São Miguel dos Milagres e outros passeios que falarei em outro post para não me estender muito!

Espero ter sido útil!

Beijos e até a próxima 😉❤️😘

 

Recife e Olinda

Bom dia, queridos!!

Não tenho postado sempre e  quando “venho aqui” ultimamente, é para dar dicas de lugares às pessoas.

Hoje Renata e Ricardo estão indo para o Nordeste, roteiro de Recife até Maceió! Fizemos em 2015 e amamos, por isso, escrevo um pouco aqui.

Recife e Olinda são cidades muito próximas que são parecidas em alguns aspectos e diferentes em outros!

Ficam, em média, a 8km de distância. E por esta proximidade conseguimos conhecer bastante coisa.

Recife, a capital pernambucana, é um dos centros urbanos mais desenvolvidos do país.

Os casarões antigos e históricos estão presentes, mas a cidade, como um todo, tem um estilo mais “modernizado”.

A praia de Boa Viagem é a que mais convida os turistas para visitação.

DSCN0027Além de conhecida por sua beleza, as placas de “perigo- área sujeita a ataque de tubarão” deixam os turistas intrigados!

DSCN0020Por toda orla, os quiosques vendem água de côco (que vem bastante água mesmo) e custa em média R$1,00 – um real! Só por isso já apaixonamos porque aqui no Rio a média é de R$7,00- sete reais. 🙄

Como outros pontos turísticos podemos citar o Instituto Ricardo Brennand, Museu do Cais do Sertão, a Casa dos Bonecos Gigantes (que faz parte da tradição, ainda mais nessa época “pós carnaval”) e o Shopping Recife, que é enorme, tem muitas lojas e é bem organizado.

Já Olinda, que é considerada Patrimônio Cultural Mundial, nos “convida” pelas Igrejas, ladeiras e casas no estilo colonial por toda parte.

Do Alto da Sé temos uma vista bonita:

DSCN0056

O centro histórico não tem nada demais, mas é tradicional conhecê-lo.

Esta é a Casa de Alceu Valença:

DSCN0070

A Catedral da Sé, tem toda uma história, porém achei que está abandonada demais, como muitas igrejas por lá:

DSCN0060

A igreja considerada mais bonita é a do Mosteiro de São Bento e realmente é maravilhosa.

DSCN0078

Por dentro:

DSCN0092

Para compras, não acho que seja válido em Olinda. É preferível a Casa da Cultura em Recife para lembranças locais.

Por hoje, paro por aqui e continuo com dicas de Porto de Galinhas no próximo post! ❤️😘

Campos do Jordão!!!

Boa noite! Hoje, depois de taaantoo tempo sem postar nada aqui, venho fazer este post especial para a Damia e o Heider, que estão indo para lua de mel amanhã!!❤️

Bem, Campos do Jordão é uma cidade do interior de São Paulo, localizada na região da Serra da Mantiqueira e por ser região de Serra, o clima é beemmm diferente! Lá tem sempre um “ventinho fresco” e as temperaturas no inverno chegam a ficar abaixo de zero! 😍
Saindo do Rio, o caminho é fácil: basta seguir pela Dutra em direção a Taubaté. São mais ou menos 300Km do Rio até Campos do Jordão e dá em média 4hs, 4hs e meia de viagem. O caminho é sinalizado, mas um GPS é sempre bem vindo para ver exatamente onde passar, como por exemplo por dentro de Pintamonhangaba.
Vale lembrar também que o trajeto tem pedágios caros (importante lembrar disso para levarem dinheiro, caso não tenham Passe Livre ou algo assim). Se não me engano são 3 pedágios de mais de R$ 12,00 cada.
O trajeto passa por vários municípios, inclusive, para quem é Católico, vale a pena passar pelo Santuário de Aparecida. (Para quem já conhece, é bom rever e para quem não conhece, é uma oportunidade maravilhosa.)

image

Ao chegar em Campos do Jordão, o pórtico é o primeiro “ponto turístico”a ser explorado. Bonito e bem cuidado, na época do Natal fica ainda mais charmoso. (A noite com iluminação, claro).
Tem também um relógio ao lado direito, para os que desejarem registrar a temperatura local. (Isso funciona mais no inverno, mas como disse, a temperatura lá é sempre bem diferente do Rio).

image

Em relação as atrações, podemos dizer que a Vila Capivari é o coração da cidade, porque lá é onde todo mundo se encontra e as ruas tem Bares, Restaurantes, lojas de fabricas de chocolates, lojas de roupas, etc.

image

Nós fomos na época do Natal, então era uma iluminação linda pela Vila…

image

Acho que todas as árvores estavam enfeitadas! 🎄

image

Tem também uma praça para shows, estação do Bondinho e uma feirinha próxima que é boa para comprar lembrancinhas porque tem preço justo!

image

Próximo dali está também o teleférico para chegar ao Morro do Elefante (onde é possivel a vista pelo alto).

image

Existem outros vários pontos turísticos a serem visitados como Museu de Esculturas Felícia Lirner, que é gratuito (porém, depende do tempo como muitas atrações em Campos), Borboletário, Palácio Boa Vista (residência de inverno do Governador de SP), próximo a ele, tem o Mosteiro Beneditino de São João.

“Amantikir – Jandins que falam”, é muito procurado, Ducha da Prata e Horto Florestal são locais abertos e como acabei de mencionar, infelizmente dependem do tempo. Com isso, não é sempre que dá para desfrutar esses lugares..

image

Já a Baden Baden é uma atração a parte para os cervejeiros! Por muitos locais serão vistos além de rótulos, propaganda e etc. Existe a Fábrica da Baden Baden, o restaurante (barzinho) e a Loja.

O restaurante é bom porque além de provar as cervejas (pagando, claro) tem algumas promoções como caneca junto.

image

A fábrica é distante da Vila Capivari e para a visitação é necessário agendar. Não é dificil, porém vale ver com antecedência. Nem que seja por telefone para saber melhor.

image

Em relação a Restaurantes, são muitas opções e os preços são variados. Maaasss não adianta procurar local “barato”porque não tem! O preço é sempre de turismo, só que em alguns locais são mais justos!

Vale a pena ir a um Rodízio de Fondue no Krokodillo porque é bom e o preço é justo. Já o Libertango é “famosinho”, portanto..já sabem!

Hoje paro por aqui. Espero que seja útil em alguma coisa e que possam desfrutar cada minutinho desta viagem e da lua de mel.
Sempre digo que lua de mel pode ser para a cidade vizinha que sempre será uma viagem diferente de qualquer outra. Que Deus acompanhe vocês na viagem e que sejam muito felizes.
Um grande beijo, Sylvia.

Dicas do Chile!

Boa tarde!
Hoje, mais uma vez, venho falar sobre alguns passeios no Chile.
Como disse ontem, deixei outro post para aquele não ficar muito grande.
Então, continuando em Santiago, indico um passeio simples, mas bem legal que é ir ao Parque Metropolitano da cidade.
Este Parque fica bem no alto e dá p ter uma vista linda da cidade. Além disso, a forma de chegar até ele é pelo “ascensor” (que são uns elevadores diferentes que tem lá)..

image
Sendo também uma coisa diferente. E, entre a entrada e a chegada ao Parque, tem uma parada que é do Zoológico. Então, vale a pena parar e visitar o Zoo e depois continuar para o Parque, na descida, é só descer direto! 👍

image

Lá de cima a vista é linda! Mas não achei minhas fotos 🙈

image

Além disso, é um lugar de muita paz! E tem, além da Santa, uma Igreja 🙏

image

Outros lugares que acho válido reservar pelo menos um dia p ir são: Viña del Mar e Valparaíso.
Na verdade, quando possível é legal passar uma noite em Viña para desfrutar melhor, mas, se não for possível, o tour pelas duas cidades basta para conhecer.
A distância de Santiago é em torno de 130km e entre Viña e Valpo são mais ou menos 10km. Acho super tranquilo ir de ônibus saindo de Santiago porque fica bem mais barato. Os ônibus podem ser da Tur Bus ou da Pullman, é possível comprar os bilhetes pelos sites destas. E entre Viña e Valparaíso tem a opção de metrô que é legal porque beira o mar 👍

Viña é conhecida pelas praias e pelos jardins.
Acho válido visitar as praias banhadas pelas águas do Pacífico (muuuito geladas!)

image

Nesta foto estamos na praia de Reñaca, com essa gaivota que é o símbolo de lá. E é interessante reparar na forma em que os prédios à beira da praia são construídos (como se estivessem subindo a ladeira!😉)

Bom visitar também o relógio de flores que é um cartão postal da Cidade😍

image

Como o nome diz, é todo de flores mesmo e de tempos em tempos eles mudam totalmente as cores. Eu já vi de duas formas bem diferentes!

Em Viña tem também o Cassino que para nós que não estamos acostumados, é diferente passar uma noite, ou uma tarde se divertindo nele.

image

 

E para jogar não é necessário gastar muito dinheiro, pois é possível comprar fichas pequenas (Claro que não é muito provável ganhar, mas já ganhei o equivalente a 20 reais! Haha.. E gastei Td lá mesmo)

image

Viña tem também vários museus!!!

Valparaiso é conhecida como Patrimônio cultural da Humanidade pela UNESCO e é mais conhecida pela arquitetura com casinha antigas e coloridas!
Em Valparaíso tem uma Casa de Pablo Neruda, La Sebastiana no Cerro Concepcion e do alto deste cerro (bairro) tem vista para o Oceano Pacifico. É bem legal!

image

As casinhas são um charme a parte, além disso, é legal visitar o Porto onde tem alguns barquinhos que fazem passeio e  tem uma galeria artesanal com lojinhas p comprar lembrancinhas..

image A Armada de Chile fica bem pertinho também.

image

e ali mesmo fica a Plaza Arturo Prat

image

Outro lugar bom para passeio são as Vinícolas. A Concha y Toro acho mais tradicional e dá para ir de metro+taxi! Ou metro+ônibus. Mas sempre tem excursões, porém, mais caras.

Também existem pessoas que vão ao Chile querendo visitar a maior piscina do mundo.. Mas tem que pesquisar, pois em 2010 quando fui no Verão tive intensão de visitá-la. Fui com uns primos, mas chegamos lá e estava fechada 🙈

Então, é bom se informar direitinho para não perder a viagem!

Existe também uma cidade chamada La Ligua onde a especialidade são roupas de lã. Fui duas vezes e comprei uns casacos muuiitoooo baratos. Mas La Ligua fica a uns 160km de Santiago, então talvez com pouco tempo e só para isso, não compense.

Já Isla Negra acho diferente e agradável de conhecer. Ganhou esse nome pelas pedras escuras que tem e é conhecida pela Casa de Pablo Neruda, pois é lá que ele é sua esposa estão enterrados!

image

À beira da praia fica essa pedra:

image

Isla Negra fica a uns 120km de Santiago 😉

Além da Casa de Pablo Neruda tem a praias e alguns quiosques de lembranças.

Sei que já escrevi muito, mas só rapidinho para fale da noite e das comidas..

A noite tem uma rua que é tipo a Lapa aqui do Rio e tem o Pátio Bella Vista.

Alem disso, é interessante visitar alguma Salseteria Pq é a boate tradicional de lá! Hehe

O restaurante Giratório também é famoso, mas até hoje não fui 😔

Para comer não se pode deixar de provar as tradicionais empanadas Chilenas e para mim, as assadas são as melhores! 😜😋

Os Vinhos também não podem ficar de fora, claro!

Bom, acho que é só isso tudo! Qualquer coisa, estou sempre à disposição!

Que vocês possam aproveitar cada minuto!!

e que esse post seja útil!!

Beijooo

Chile!!

Bom diaaa!!!
Nesta segunda, como prometi aos noivos Carol e Fernando, venho dar algumas dicas para a lua de mel deles no Chile.

Algumas pessoas sabem, outras não, mas meu pai é Chileno e eu tenho dupla nacionalidade por conta disso, consequentemente tenho muito amor pelo Brasil e pelo Chile ❤️
Minha família paterna praticamente toda vive lá, então sempre tenho “noticias” do funcionamento de algumas coisas, além de já ter passado por fortes emoções, Como o terremoto de 2010😱

Bem, de início indico que antes de trocarem o dinheiro, façam uma breve pesquisa nas casas de câmbio, pois os valores variam de uma para outra e vale a pena consultar!
(No aeroporto não vale a pena trocar, só se não tiverem nenhum valor em pesos ainda.)

Como em todo lugar, é preciso tomar cuidado e não bobear muito ao andar nas ruas..
Além disso, quando percebem que são turistas e não entendem muito, alguns táxis e lojas tentam “passar a perna”. Aí é bom andar fazendo as contas p ver se tá certinho! 😉

O que levar: independente da época, protetor solar e protetor labial não podem faltar! No verão pelo sol e no inverno pelo clima seco e o vento, “cortam” os lábios principalmente. E como estamos numa época fria os dois são muito importantes, principalmente quando forem a estação de ski porque o rosto queima e os lábios também! E muiitaaa roupa de frio.
Creme de cabelo também costuma ser bom levar para a viagem, porque resseca bastante e normalmente nos adaptamos melhor com alguns do Brasil por estarmos acostumadas.

Se não tiverem translado do aeroporto para o hotel, sugiro que vejam com a Transvip porque é mais conhecida e tem opção de Van, além dos carros.
Existem várias, mas às vezes compensa pagar um pouco mais.
Tem também a opção de alugar carros, aí ficam mais livres em questão de passeios e horários, mas dependem sempre de mapas e orientações corretas. (Essa experiência de carro nunca tive lá, porque a família que “carrega” de um lado para outro! Ou de ônibus e metrô também não tem mistério!)

Em relação aos passeios, vou fazer outro post também para não ficar muito extenso..
Mas, começo por alguns que acho interessantes:

Como a viagem normalmente é cansativa, indico que no primeiro dia façam passeios próximos (Pq dependendo do horário que chegarem não dá para muita coisa) e no segundo conheçam o centro de Santiago, Mercado Central, Palácio La Moneda e no outro dia comecem a se deslocar mais.

Como muitas pessoas querem ver a neve, vamos às opções: Próximo a Santiago existem algumas estações de ski.
Valle Nevado é a mais conhecida, porém normalmente mais cara.
Farellones é uma boa opção porque tem aquelas “boias” que escorregam e para as pessoas que têm medo, são mais práticas 👍

Quando fui com meu marido, fomos ao Valle Nevado e amamos.

image

Pegamos bastante neve, mas já estava no fim da temporada..

image

Em relação ao Ski ou Snowboard, tem o aluguel da roupa, aluguel do equipamento e valor para esquiar (normalmente têm uma aula mínima para quem nunca praticou).
O Valle Nevado agora tem uma parceria com o Itaú Personalite também, não sei maiores detalhes e vantagens, mas é sempre bom verificar.

Nós optamos pelo Snowboard e gostamos muito. Achamos que seria mais fácil que o ski 😉

image.jpeg

Tem também as estações: El Colorado e La Parva, mais próximas de Santiago, e Portillo e Chillian que ficam um pouco mais distantes. (Portillo também escuto falar muito bem e Chillan é mais longe, mas o cenário, pelo que sei, é maravilhoso!)
Dependendo, o hotel tem umas parcerias, aí vale a pena ver com eles.

Falando em hotel, lembrei das tomadas.. A voltagem é 220, então tem que ter cuidado se quiserem algumas coisas.
E as tomadas são de três pinos, porém, diferentes do Brasil!

Bom, para não me estender muito, deixo mais dicas para o próximo post.
Espero que tenham gostado dessa “introdução”! 😉😍

Desejo que aproveitem cada minuto e se agasalhem muitooo.
Lembrem de usar sempre roupa térmicas por baixo das roupas. Nessa época é bem frio, então as roupas térmicas são essenciais!

Beijooo😘